Representando um papel

Dia dos Namorados?

leave a comment »

Ela se arrumou, pentou, perfumou, apesar do relacionamento não chegar a ser tão sério quanto um namoro. Ela criou uma expectativa, não dele querer oficializar alguma coisa, mas dele querer agradá-la, fazer alguma coisa romântica. Algo que a fizesse ver que ele havia pensado nela em algum momento do dia.

Não. Foi o típico programa de sexta-feira. Sem surpresas, sem conversas. Aliás, as conversas estavam cada vez mais escassas, principalmente depois de uma fatídica ocorrida há alguns finais de semana. A presença dele já não parecia tão vital e os beijos, o que ela tanto gostava, estavam cada vez menos numerosos e intensos. “Triste”, ela pensava enquanto algumas lágrimas rolavam por seu rosto.

No final, ela era apenas como outras mulheres. Só queria ser agradada, se sentir querida.

Porém, no final da noite, ela se pegou entrando em casa se sentindo a pessoa mais solteira e sozinha do mundo. E, pior..a carta que havia escrito, dizendo o quanto ele a fazia feliz, continuava em sua bolsa.

Anúncios

Written by Silvia

13/06/2009 às 3:56 AM

Publicado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: